Preparação

Conheça tudo sobre o processo de cremação

Você conhece todo o processo da cremação? Desde sua autorização, processo até o destino? A cremação é uma tradição existente há mais de três mil anos e carrega alguns tabus que precisam ser quebrados e dúvidas que precisam ser esclarecidas.

Os primeiros vestígios da prática da cremação começaram por volta do século 10 a.C, quando os gregos queimavam em fogo aberto corpos de soldados mortos e enviavam suas cinzas para a terra natal. Apesar deste histórico, a cremação foi considerada ilegal em várias épocas, principalmente por motivos religiosos. Para os judeus, por exemplo, o corpo não pode ser destruído, pois a alma se separa dele lentamente durante a decomposição. Já para os espíritas, é preciso esperar no mínimo 72 horas para a cremação, tempo suficiente para a alma se desvincular do corpo.

No Brasil, a cremação é regulada pela constituição. Quem quiser ser cremado, precisa deixar essa vontade devidamente registrada, com documento assinado por testemunhas e reconhecido em cartório. Do contrário, o processo só será autorizado mediante assinatura de um formulário pelo familiar mais próximo. Como é impossível determinar a causa da morte depois da cremação, alguns estados também têm um período de espera de 24 a 48 horas após a morte, principalmente em casos de morte violenta.

Caso o falecido tenha um marca-passo cardíaco, recomenda-se retirá-lo antes da cremação, pois ele pode explodir, causar danos no incinerador e ferir os funcionários do crematório. Além disso, este equipamento contém mercúrio, que é prejudicial quando liberado na atmosfera.

Após a parte burocrática e o velório comum, o corpo é colocado em uma urna própria para o processo e levado a uma câmara de cremação com uma temperatura que varia entre 1.400ºC e 1.800ºC. O tempo de conclusão do processo demora de duas a cinco horas para um adulto de tamanho médio.

Após a finalização, os restos constituídos por óxidos de cálcio são recolhidos e incinerados novamente ou triturados, formando um pó fino e esbranquiçado, com cerca de um quilo. As cinzas são colocadas em um recipiente ou urna e entregues à família. As cinzas podem ser espalhadas, enterradas, jogadas no mar ou mesmo permanecer guardadas.

Além de ser um processo muito seguro, a cremação também é a forma mais ecológica entre os destinos para corpos. A queima libera apenas água e gás carbônico em pequenas quantidades, retendo os resíduos tóxicos em filtros de ar.

Além disso, o processo evita que terrenos sejam ocupados, correndo risco de contaminação. Uma pessoa com 70 quilos se transforma em 1 ou 2 quilos de cinzas, enquanto sob a terra a decomposição pode durar até dois anos e deixar cerca de 13 quilos de ossos enterrados.

Links relacionados:

Preparação

Existe isso de morrer satisfeito?

Saiba mais
Vídeos

A dor do luto superada por meio da doação de órgãos

Saiba mais
Vídeos

7 livros para conversar sobre a morte e outros assuntos difíceis

Saiba mais