Preparação

Diferentes formas de perder o medo da morte

“Vamos falar justamente de morte?”. “Vira esta boca para lá”. “Não preciso conversar sobre isso, pois não estou de luto”. Evitar falar sobre a morte é uma das formas que utilizamos para nos defender ou nos pouparmos do sofrimento. No entanto, morrer é uma das únicas certezas que temos ao longo da nossa existência.

Só de pensar no assunto, você deve estar com medo e sentindo arrepios. Apresentar tais sensações com relação a morte é considerado comum na cultura ocidental, onde o tema ainda é visto como um tabu. E, tudo que é tabu, é visto como proibido e pode causar pânico.

Para superar a questão, o primeiro passo é aceitar que tem medo da morte. A confirmação pode te levar a debater com outras pessoas e até ajudá-las a desmistificar o tema – o que não significa que morrer passe a ser algo desejável.

Em alguns casos, o medo da morte está relacionado à saúde, principalmente quando ela não vai bem, levando você a achar que partirá a qualquer momento. Portanto, a maneira de suplantar tal pensamento é justamente cuidando do corpo e da mente. Vale praticar exercícios físicos, ir ao médico com frequência e fazer exames clínicos regularmente.

Outra possibilidade para lidar com o medo da morte é procurar apoio. Algumas pessoas buscam a religião, mas há também quem procure ajuda nos consultórios de psicologia – o que não faz de você uma pessoa doente.

Seja como for, é importante entender que a morte faz parte do processo biológico da vida, não apenas um mau presságio.