Superação

Formas de superar a tristeza da perda

O luto é um processo de tristeza profunda que acomete todos nós após a perda de uma pessoa querida. Esse sentimento é inevitável; a perda é algo inerente à vida humana e todos, um dia, passarão pela experiência de perder alguém.

Algo que influencia muito a intensidade com que o luto se expressa é o grau de proximidade com a pessoa falecida. Por mais que a perda de parentes distantes ou conhecidos cause sofrimento, é muito mais angustiante encarar a morte de pessoas próximas, como pais, irmãos, parceiros e até amigos de longa data.

Para ajudar você a passar por esse momento, ou até para que você possa apoiar alguém que esteja nessa situação, reunimos algumas dicas que podem auxiliar na superação dos sentimentos de luto e tristeza. Acompanhe.

As fases do luto

Quando perdemos alguém, é normal nos sentirmos obrigados a lidar com o sentimento de solidão e com o processo de ressignificação dos sonhos e planos que precisam ser refeitos. Encarar a tristeza, desafiar a dor, enfrentar o futuro; entendemos que é isso que precisamos fazer, mas muitas vezes não sabemos como, ou acreditamos que esse momento jamais será superado.

É uma tarefa difícil lidar com tudo isso, mas ela não deve ser ignorada, pois tudo que não enfrentamos no momento certo reaparece como um problema no futuro. Se você está em luto, não se envergonhe; mas aproveite esse momento para refletir sobre cada fase desse processo.

Geralmente, o luto é dividido em 5 etapas, que não ocorrem sempre na mesma sequência. Essa teoria foi desenvolvida pela psiquiatra Elisabeth Kubler-Ross e compreende as seguintes fases:

  • negação: a pessoa tenta agir como se nada tivesse acontecido e passa a se dedicar ao trabalho e à vida cotidiana, sempre procurando se isolar;
  • raiva: nesse estágio, a culpa pela morte da pessoa querida assola quem está em luto;
  • barganha: ocorre quando a pessoa em luto começa a pensar que deveria ter feito algo para mudar o que aconteceu;
  • depressão: nessa fase, tristeza, amargura e angústia aparecem;
  • aceitação: o enlutado começa a falar sobre a morte sem desespero, aceita o que aconteceu e guarda consigo as boas lembranças.

Dicas para superar o luto e a tristeza

Normalmente, os estágios do luto duram seis meses. Porém, algumas pessoas ficam estagnadas e não conseguem chegar à aceitação. Nesse caso, algumas atitudes podem ajudar.

Não se assuste

É normal reagirmos de forma inesperada ao luto, pois passamos por um momento de choque que pode causar diversas reações na nossa consciência e no nosso corpo, como desmaios, vômitos, tremores, aumento da pressão arterial, entre outros. Mas não se preocupe. Entre os autores que falam a respeito do tema, há uma unanimidade sobre não existirem receitas para lidar com o luto.

No livro “Conversando sobre o Luto”, as autoras — mesmo concordando que não há “algo pronto” para ser seguido — consideram importante que, em primeiro lugar, a pessoa reconheça a tristeza e a angústia como sentimentos naturais.

Por isso, não se assuste com a sua reação e não se preocupe com o que as outras pessoas estão pensando. Aceite e respeite o seu momento, cerque-se de pessoas que amam você e saiba, acima de tudo, que essa fase vai passar.

Expresse seus sentimentos

Isolar-se será necessário em alguns momentos, mas não cale o que você sente. Procure alguém confiável e fale sobre a sua experiência com o luto. A fala é um instrumento essencial para o processo de cura e seus amigos podem oferecer o conforto necessário.

“Não se deve brigar consigo mesmo sem aceitar os sentimentos, nem procurar apressar a recuperação para agradar os outros que ‘não aguentam mais ver você chorando’. Caso ache necessário, busque ajuda”, explica a psicóloga do Grupo Vila, Mariana Simonetti.

Além disso, não engula o choro; ele também é poderoso. De acordo com Simonetti, chorar pode fazer bem na hora de superar a tristeza. “É preciso colocar para fora todo aquele sentimento que está machucando; e se conseguir fazer isso pelo choro, que seja”, disse.

Pesquisadores já relatam que o choro é uma boa forma de reduzir o estresse emocional. “Precisamos estar bem cientes de que, em momentos de tristeza, as lágrimas não demonstram fraqueza; elas são uma verdadeira expressão de sentimento”, acrescentou a psicóloga.

Procure ajuda profissional

Cada indivíduo reage de uma forma diferente ao luto. Enquanto algumas pessoas conseguem superar sozinhas, outras não. Se você se encaixa no segundo grupo, tenha certeza de que isso não é um problema sem solução.

Se você sente que está muito difícil superar o luto e a tristeza, procure a ajuda de um psicólogo. Alguns sintomas como perda de peso, pensamentos suicidas e depressão profunda alertam sobre a necessidade de receber ajuda profissional.

Por fim, saiba que a saudade vai existir. No começo, é uma falta dolorosa; com o tempo, ela se transformará em lembranças. Podemos homenagear internamente aqueles que se foram, reservar um cantinho dentro de nós para guardar as melhores recordações daqueles com quem compartilhamos tantos momentos bons.

Caso sinta que ficou algo a dizer para o seu ente querido, escreva poesias, cartas ou até músicas. Certamente, essas atitudes vão ajudar a amenizar o sentimento de luto e tristeza.

Se você gostou das dicas, compartilhe este texto com os seus amigos nas redes sociais!

Deixe um comentário